Minha história de amor com o Bepantol!

Gurias!!! Como esse blog ficou abandonadinho, né?! É que a preguiça anda tomando conta do meu ser ultimamente…

Mas enfim, hoje vim aqui falar da minha história de amor com o Bepantol! Graças a ele consegui parar de tirar minhas cutículas, o que era um sonho antigo….

Meu amadinho!

Desde que comecei a me interessar mais por unhas e acompanhar os blogs gringos, comecei a perceber que no resto do mundo não se tira cutícula… É mais seguro, higiênico e saudável. E na maioria das vezes (quando tá hidratadinha) ela acaba dando um acabamento bonito à manicure. Acontece que eu tirava minhas cutículas a cada 3 dias, tirava muito mesmo, e por isso era muito ressecada e eu achava impossível parar de tirar… Achava que esse lance de cutícula bonita era só pra quem nunca tinha tirado na vida e tal. E cada vez eu achava mais feio o acabamento das minhas unhas, dava a impressão de que a unha era enterrada na carne, sei lá. Continua sendo essa a minha impressão quando vejo hoje em dia unhas assim…

20120802-104905.jpg

Minhas unhas um tempo atrás, sem cutícula nenhuma! Não parece que as unhas estão enterradas na carne?! Ui!

No período em que morei nos EUA consegui parar de tirar as cutículas do pé graças a muito hidratante e meia durante o inverno todo. Quando o verão chegou, as cutículas estavam bem hidratadas e eu não precisei tirar (só tirei o cantinho externo do dedão e do dedinho, porque eles sofrem mais atrito e acabam engrossando a pele), mas como fazer isso com as mãos? Testei vários cremes e óleos para as cutículas, mas nada tinha um efeito satisfatório o suficiente pra me fazer abandonar o alicate…

Ao voltar pro Brasil, continuei acompanhando blogs e foi a primeira vez que ouvi falar de Bepantol, que é uma pomada a base de Dexpantenol, ou seja vitamina B purinha! Eu já tinha usado durante a cicatrização da minha tatuagem, mas nunca tinha pensado em passar nas cutículas. E foi amor à primeira vista! Como eu ainda tinha em casa, passei nas cutículas à noite, antes de dormir. Fica meio melecado, mas nem me importo. No dia seguinte, quando acordei e olhei minhas unhas, não parecia mais que eu tinha pomada nas unhas e as cutículas estavam lindas! No decorrer do dia, senti que ficaram ressecadas de novo… À noite, repeti o processo. Fiz isso por uma semana. E nunca mais tirei minhas cutículas!

Bepantol nas cutículas na hora de dormir…

Hoje em dia não passo o Bepantol toda noite, passo dia sim, dia não, mais ou menos… Se percebo que tem ressecamento passo com mais frequência, se tá tudo ok, relaxo um pouco. Vale muito a pena!!!

Uma vez por semana, passo um daqueles creminhos pra amolecer cutícula, empurro bem com a espátula, e tiro com o alicate só pelinhas soltas e os cantinhos laterais q ainda ficam meio durinhos, mas no topo da unha não mexo mais! E como não tiro mais a cutícula, que é uma proteção da unha, principalmente no topo, que é a base de crescimento, senti minhas unhas ficarem bem mais fortes e terem um crescimento muito melhor! Nunca na minha vida eu tive unhas compridas (nem gosto) e hoje em dia preciso lixar pra tirar comprimento toda semana!

20120802-010905.jpg

Unhas com cutícula. Tinha acabado de fazer quando bati essa foto, então as cutículas estavam meio ressecadas por causa da acetona ainda… Mas não ficam mais bonitas assim do que sem cutícula nenhuma?!

Além disso, o Bepantol pode ser usado nos lábios para tratar o ressecamento (na hora q passa fica meio esbranquiçado, mas em alguns minutinhos já fica transparente), cotovelos, joelhos, calcanhares, enfim, todo local que estiver precisando de uma hidratação mais poderosa. Também passo nos olhos depois de uma maquiagem muito pesada, em que precisei de muito demaquilante e a pele ficou sensibilizada.

Então, gurias, que tal começar a passar Bepantol hoje mesmo e abandonar o perigo dos alicates?!

🙂